...

POLÍCIA CIVIL DE PORTEIRINHA PRENDE SUSPEITO DE ESTUPRO DE VULNERÁVEL APÓS DENÚNCIA DO CONSELHO TUTELAR DE CATUTI MG.

 

Arquivo pessoal da PC.

*O suspeito ofereceu a vítima de 9 anos, um valor de R$ 2,00 para cometer o crime*


A Delegada Wendy Martins esclarece que o crime foi denunciado pelo Conselho Tutelar da Cidade de Catuti,  os representantes procuraram uma unidade policial para registrar o Boletim de ocorrência, relatando que teriam  tomado conhecimento que, em data pretérita, uma criança teria sido abusada sexualmente pelo vizinho.


“Diante da situação narrada, foi instaurado inquérito policial e realizadas diligências de cunho investigativo, os trabalhos apontam que o indiciado, teria atraído a criança em algumas oportunidades até a residência dele, aproveitando-se da ausência da esposa” explicou  

Na própria residência do suspeito ele praticou violência sexual, abusando da menor, foi averiguado pela PCMG que o investigado  ofertou em uma dessas ocasiões, o valor de R$2,00 para a menor. Em outra data,  ele teria ameaçado a criança  para evitar que ela  relatasse o fato a terceiros.


A Polícia Civil de Minas Gerais, cumpriu na manhã de hoje (04/03/2021), em Porteirinha no Norte do Estado,  mandado de prisão preventiva expedido em desfavor de um homem de 47 anos, suspeito de cometer estupro de vulnerável em desfavor de criança de nove anos.


 O exame de corpo de delito, realizado pelo Médico Legista na criança, comprovou a conjunção carnal com rompimento de hímem. 

Diante da gravidade os fatos, as investigações foram rapidamente concluídas, o investigado indiciado, e o inquérito remetido ao fórum local com representação pela prisão preventiva do indiciado, sendo o provimento jurisdicional efetivamente cumprido nesta data. O suspeito foi preso e após os procedimentos pertinentes, encaminhado ao Sistema Prisional onde permanece à disposição do Poder Judiciário.


A delegada reforça a importância de a família ser vigilante e redobrar a cautela em relação aos filhos menores de idade. Quando houver suspeita de crime, é de suma importância comunicar imediatamente aos órgãos de segurança.



Equipe:

Delegada: Wendy Martins Moreira e Gessiane Cangussu (respondendo interinamente).

Investigadores: Anderson Alves Santos, Gabriel Vinícius Amaral Melo e Marlon Eustáquio Mendes Pereira.

Escrivães: Desirré Marques, Denner Silva (“ad hoc”) 

Coordenação: Jurandir Rodrigues César Filho (Chefe de Departamento) e Márcia Miguel Meira e Santos (Delegada Regional).


Fonte: Polícia Civil 


Jornalista Sueli Teixeira

 Blog Boneka Jaíba

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Designed with by Way2themes | Distributed by Blogspot Themes