ENFERMEIRA DE POSTO DE SAÚDE EM MANGA DISSE PARA PACIENTE COM HEMORRAGIA E SANGRAMENTO QUE RECEITUÁRIO DE MÉDICA QUE ATENDE NO HOSPITAL DO MUNICÍPIO NÃO TINHA VALIDADE PARA AGENDAMENTO DE EXAMES.



Por Sueli Teixeira.

Uma atitude revoltou paciente diante de sua urgência de atendimento para realizações de exames.

Segunda a paciente Cláudia Rodrigues dos Santos, foi atendida na Fundação Hospitalar de Amparo ao Homem do Campo em Manga no dia 22 de Junho de 2020 pela médica Dr. Ana Patrícia M. Tolentino, onde receitou dois ultrassons, um de abdômen e outro da região pubiana.

Foi instruída pela secretaria de Saúde, a procurar o posto de sua localidade que seria o PSF do bairro arvoredo para marcar sua consulta novamente para transcrever o pedido dos exames, seguindo os protocolos, afirma.

Ainda segundo Claúdia, com muitas dores e sangramento, decidiu procurar a secretaria de Saúde para agilizar essa situação, mas realmente terá que realizar outra consulta no PSF para a realização dos seus exames .

Uma pergunta fica no ar:

Se a médica do hospital do município não pode passar receituário aos pacientes porque não atende os protocolos da secretaria de Saúde, o que exatamente essa médica está fazendo dentro do hospital de Manga?

Inclusive, a enfermeira do PSF do bairro arvoredo respondeu que não tinha vagas para atendimento dessa paciente em estado de urgência nessa semana, e virou as costas para a situação dessa senhora.

Em nossa coluna social, a moradora disse depender da secretaria de Saúde de Manga quanto esta situação, mais sentiu humilhada diante dos profissionais da área.

A paciente voltou pra casa sem marcar seus exames e sem data provável de um possível atendimento.

Jornalista Sueli Teixeira
Blog Boneka Jaíba

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Designed with by Way2themes | Distributed by Blogspot Themes