ESCRITOR EXPEDITO GOMES FAZ HOMENAGEM AO SENHOR LINDEMBERG PASSOS DE MANGA MG.

Publicado por Sueli Teixeira
Disponível no Jornal Gorutuba 
Exclusivo 

ENTRE O DEVER E O PRAZER

Eu nasci para ser soldado,
Defender da minha terra o brasão,
Pelos cantos de Minas outrora,
Como os heróis inconfidentes da nação.

Como um militar cheguei a cabo,
Sem perder a fisionomia, os traços,
Que me forjaram como um patriota,
Denominado Cabo Lindemberg Passos.

O telégrafo em Manga teve meu nome,
Na distante era dessa comunicação,
Assim foi um passo no desenvolvimento,
Em prol de Manga e de sua evolução.

Acompanhei a ascensão dessa terra,
Ao lado do São Francisco, o meu rio,
Que, apesar das suas lágrimas presentes,
Nunca perdeu o seu nome e o seu brio.

Gozando a segunda metade da vida,
Com os janeiros do velho aposentado,
Tornei -me mais um simples lavrador,
Que curava as costas diante do fado.

Vivi entre os pássaros e os seus cantos,
Essa orquestra matinal da natureza,
Que me acordava de manhã todos os dias,
Com os seus pios anunciando a beleza.

De Deus fui um pregador da palavra,
Da natureza adquiri conhecimentos,
Na vida conquistei muitas amizades,
Nos poemas, o amor e os sentimentos.

Mas a vida sempre será passageira!
Cada um tem o seu destino traçado,
Por um Deus que de tudo conhece,
Que pena! Nosso tempo é limitado.

Aos amigos deixo o canto dos pássaros:
Do Assum Preto, Asa Branca  e a Juriti,
Do Jaó, Zabelé, Sabiá Laranjeira,
E do pequeno Inhambu pra me despedir.

                     Expedito Gomes

Jornalista Sueli Teixeira 
Blog Boneka Jaíba 
Editor: Hugo Ramos

0 comentários: